Mostra do MAC exibe vencedores de prêmio nacional em março

Premiados no Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça irão ocupar as galerias D.J. Oliveira e Cléber Gouvêa

Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça | Foto: Divulgação

O Museu de Arte Contemporânea de Goiás (MAC) irá receber exposições dos vencedores do Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas a partir do dia 14 de março. As galerias D.J. Oliveira e Cléber Gouvêa, localizadas no subsolo do Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON), receberão três mostras, todas com entrada franca.

Serão apresentados trabalhos dos cinco artistas vencedores da sexta edição do Prêmio: Daniel Lannes (RJ), Fernando Lindote (SC), Jaime Lauriano (SP), Pedro Motta (MG) e Rochelle Costi (SP), e a exposição “Verzuimd Braziel – Brasil Desamparado”, do curador premiado Josué Mattos, que reúne trabalhos dos artistas André Parente, Anna Bella Geiger, Carla Zaccagnini, Cildo Meireles, Clara Ianni, Dalton Paula, Daniel Jablonski e Camila Goulart, Daniel Santiago, Ivan Grilo, Lourival Cuquinha, Regina Parra, Regina Silveira, Santarosa Barreto, Thiago Honório, Thiago Martins de Melo e Vitor Cesar.

Em paralelo às mostras do Prêmio, é realizada a exposição “A Intenção e o Gesto”, que integra o projeto Arte e Indústria. A iniciativa homenageia artistas com processos de criação relacionados à produção industrial. Em sua terceira edição, o projeto tem a curadoria de Marcus Lontra e reúne trabalhos do artista Sérvulo Esmeraldo, homenageado desta edição, e de mais 10 artistas contemporâneos que dialogam com sua produção: Almandrade, Ana Maria Tavares, Angelo Venosa, Arthur Lescher, Delson Uchoa, Hildebrando de Castro, Guto Lacaz, Iran do Espírito Santo, Jaildo Marinho, Raul Córdula e Paulo Pereira.

Goiânia é a primeira parada da itinerância do Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça Para as Artes Plásticas – e a única no Centro-Oeste. As exposições ficam em cartaz no MAC/CCON até 29 de abril, quando seguem então para Fortaleza (maio e junho), Rio de Janeiro (julho a setembro) e Florianópolis (outubro a fevereiro de 2019).

Ação educativa

O Prêmio também se destaca pela ênfase no programa educativo realizado em paralelo às exposições, que contempla visitas mediadas, cursos, ateliês e ações poéticas direcionadas aos diversos públicos que frequentam as mostras, entre eles professores, alunos das redes públicas e particulares, estudantes universitários e famílias. Os agendamentos para as visitas e outras atividades promovidas pelo Educativo poderão ser realizados a partir do dia 6 de março.

Prêmio

A sexta edição do Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas recebeu ao todo 633 inscrições de 22 Estados e do Distrito Federal. Os artistas e curador vencedores receberam uma premiação em dinheiro e o acompanhamento de um curador ou crítico de arte ao longo de um ano. O júri de premiação foi formado por Anna Bella Geiger, Marcus Lontra, Paulo Herkenhoff, Ricardo Resende e Wagner Barja. O Prêmio é uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), do Serviço Social da Indústria (SESI), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI).

O goiano Dalton Paula foi um dos 20 artistas finalistas do Prêmio, que tiveram seus trabalhos expostos no Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia (MuBE), em São Paulo (SP), de agosto a outubro do ano passado. A exposição em Goiânia é uma realização da CNI, do SESI, do SENAI, do CCON/MAC, com o apoio da Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esporte (Seduce) e do Governo de Goiás.

Serviço -Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas
Data: 14 de março a 29 de abril de 2018.
Local: Museu de Arte Contemporânea (MAC) / Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON) – Avenida Deputado Jamel Cecílio, nº 4.490, Setor Fazenda Gameleira, Goiânia (GO).
Visitação: terça a sexta, das 9 às 17 horas; sábados, domingos e feriados, das 11 às 17 horas.
Entrada Franca

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.