Morre professora universitária brasileira internada em Angola com malária

Daniela Bitencurti era professora da Universidade Federal de Sergipe e viajava cumprindo agenda de palestras voluntárias

Foto: reprodução

Após menos de uma semana de internação, a professora Daniela Bitencurti, da Universidade Federal de Sergipe (UFS), teve sua morte confirmada nesta quinta-feira, 27. A professora universitária foi internada na semana passada em Luanda, capital de Angola, diagnosticada com malária.

Segundo informações da família, Daniela usava o período de férias para ir à Angola, onde cumpriu agenda de palestras voluntárias sobre tecnologias aplicadas ao meio ambiente.

Após a confirmação da morte, a assessoria do Itamaraty informou que o Ministério das Relações Exteriores e o Consulado do Brasil em Luanda acompanham o caso e prestarão assistência consular aos familiares da brasileira”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.