Morre paciente após surto de H1N1 na Vila São Cottolengo, em Trindade

Esta é a oitava morte em um prazo de 9 dias no município. Demais óbitos vêm sendo investigados

Morreu neste domingo (11/3) Rosa Maria dos Santos, de 54 anos, uma dos três pacientes internos no Hospital Vila São Cottolengo diagnosticados com H1N1, no município de Trindade, na Região Metropolitana da capital.

A mulher estava internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Na última semana, outros sete pacientes morreram, mas ainda não há confirmação sobre a causa das mortes.

A assessoria de imprensa do Hugo informou que Rosa Maria havia sido internada por conta de uma infecção pulmonar. Ela estava em estado grave respirando com ajuda de aparelhos, e morreu por volta das 17h20 de domingo.

Conforme a assessoria de comunicação da Vila São José Bento Cottolengo, a morte foi ocasionada por sepse, que “pode ter sido agravada por complicações do quadro de H1N1, já que o paciente havia sido diagnosticado com a doença.”

O hospital aguarda vaga para que outro paciente seja encaminhado a uma UTI.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.