Morre em presídio Mohammed d’Ali, condenado pelo homicídio de jovem inglesa em Goiás

Mohammed cumpria 21 anos de pena por crime cometido em 2008. Polícia Civil investiga as circunstâncias da morte

Arquivo

Arquivo

Morreu na manhã desta quinta-feira (11/2),  Mohammed d’Ali Carvalho dos Santos, que cumpria pena na Penitenciária Coronel Odeni Guimarães (POG), do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. Ele havia sido condenado a 21 anos de prisão pelo homicídio da jovem inglesa Cara Mari Burke.  O crime, de repercussão internacional, ocorreu em 26 de julho de 2008.

A Superintendência Executiva da Administração Penitenciária (Seap) da Secretaria de Segurança Pública de Goiás informou, por meio de nota, que o detento passou mal na manhã desta quinta-feira (11/2), recebeu atendimento pelo serviço de saúde da unidade prisional, mas teve a morte declarada às 9 horas.

Ainda segundo a publicação da Seap, foi instaurada sindicância para apurar as circunstâncias da morte de Mohammed. A investigação está a cargo da Polícia Civil.

Há quase 8 anos, Mohammed matou e esquartejou a namorada Cara Mari Burke, de 17 anos. Cinco dias após o crime, ele foi preso e confessou o homicídio. Na época, o goiano explicou em depoimento que havia matado a então parceira após uma discussão.

O goiano confessou ainda que havia usado cocaína por quatro dias seguidos antes do crime e só teria resolvido matar a garota porque ela teria ameaçado contar sobre seu envolvimento com drogas. Parte do corpo da menor foi encontrada dias depois dentro de uma mala às margens de um córrego.

Uma resposta para “Morre em presídio Mohammed d’Ali, condenado pelo homicídio de jovem inglesa em Goiás”

  1. Epaminondas disse:

    Presidiário que ganha a mídia, não costuma ver os netos crescerem. Vide Leonardo Pareja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.