Morre cadela que participou das buscas em Brumadinho

Vênus fazia parte da equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás e não resistiu a complicações no parto

 

Morreu na segunda-feira, 22, a cadela Vênus, do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO), após complicações de um parto no Hospital Veterinário da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Vênus fazia parte da equipe de resgate que o CBMGO enviou, em fevereiro, para Brumadinho, em Minas Gerais, para atuar na busca das vítimas do rompimento da barragem na cidade. Conduzida pelo Cabo Veloso, a cadela atuou por dez dias nas buscas, e voltou, em 10 de abril, para trabalhar por mais 15 dias na fase mais técnica da tragédia.

De acordo com informações dos Bombeiros, Vênus encontrou seu primeiro cadáver com apenas um ano de idade, durante uma ocorrência, na região do bairro Santa Luzia, em Goiânia. Posteriormente, encontrou outro com apenas 10 minutos de busca, no Jardim Botânico. A cadela também começou a ser treinada para realizar buscas de seres vivos e foi certificada nacionalmente. Em 2016, realizou sua melhor ocorrência até então, ela desvendou um assassinato, em Lagoa Santa, encontrando uma vítima enterrada em um fosso de 15 metros de profundidade.

Foto: Reprodução

Segundo a corporação, após a cirurgia de cesária e castração, a Vênus apresentou hemorragia interna. Os veterinários tentaram reverter o quadro, mas ela não resistiu, já seus três filhotes passam bem, sendo duas fêmeas e um macho.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.