Morre, aos 70 anos, o cineasta Hector Babenco

Diretor naturalizado no Brasil sofreu uma parada cardíaca na noite de quarta

Reprodução/Wikipédia

Reprodução/Wikipédia

Morreu na noite desta quarta-feira (13/7), aos 70 anos, o cineasta Hector Babenco. Segundo informações divulgadas por produtores, ele sofreu uma parada cardíaca por volta das 23 horas e foi levado ao Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. O diretor era casado com a atriz Bárbara Paz.

Argentino, mas naturalizado no Brasil, Babenco foi um dos mais importantes cineastas do País e chegou a ser indicado ao Oscar de melhor diretor pelo filme “O Beijo da Mulher Aranha”, de 1984.

Babenco também dirigiu longas de sucesso como “Pixote: A Lei do mais Fraco” e “Carandiru”. O filme mais recente do cineasta foi “Meu amigo hindu”, lançado em março deste ano, com a participação de Bárbara e do ator norte-americano Willem Dafoe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.