Moro segue demais presidenciáveis e inicia podcast nesta segunda-feira de carnaval

Intitulado “deMorô”, o podcast do presidenciável é uma tentativa de aproximação com eleitorado mais jovem; conta, inclusive, com uma ironia com o seu principal rival nesta eleição, Lula (PT), que foi condenado por Moro na Operação Lava Jato

Tentando se aproximar dos internautas e do eleitorado mais jovem, o ex-ministro da Justiça e ex-juiz federal Sérgio Moro (Podemos) inicia nesta segunda-feira, 28, um podcast semanal próprio. Intitulado “deMorô!”, o podcast do ex-juiz responsável pelas investigações da Operação Lava Jato e pela prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é “para escutar em qualquer lugar. Menos no sítio ou no triplex”.   

A primeira live do presidenciável está marcada para às 17 horas e terá como tema uma conversa sobre o Dia Mundial das Doenças Raras. O político vai conversar sobre o tema com o Dr. Denizar Vianna, que é médico cardiologista, e pesquisador e da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e também com a sua esposa, a advogada Rosângela Moro, que atua na área.  

A entrada do político aos podcasts é uma tentativa de o presidenciável aumentar o seu eleitorado que está estacionado entre 5% e 10% nas últimas pesquisas eleitorais. Na última, divulgada pelo Ipespe, o político aparece na terceira colocação, com 8%, empatado tecnicamente o pedetista Ciro Gomes, que pontuou 7%.  

Eleitor mais jovem 

Ambos somam 15% e estão bem atrás de Lula e do presidente Jair Bolsonaro (PL) e tem procurado aumentar o eleitorado por meio dos podcasts e entrevistas com eleitores, políticos, cientistas e apoiadores. Ciro Gomes tem feito lives desde setembro do ano passado com uma transmissão simultânea em todas as suas redes sociais. O seu podcast se chama “Ciro Games”. O nome e ideia partiram do ‘Igor Flow’ em uma entrevista do pedetista ao Podcast Flow.  

A utilização das redes sociais para interação também tem sido uma plataforma de interação do presidente da República, por meio da “live de quinta” que Bolsonaro faz semanalmente. Lula ainda não fez um podcast ou criou uma transmissão periódica, mas também aposta numa interação com o eleitor mais jovem. Na última semana o PT lançou uma revista em quadrinhos para que o petista contasse a sua versão sobre os fatos que levaram à sua condenação pela Operação Lava Jato.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.