Moradora que teve apartamento arrombado receberá R$ 20 mil do condomínio

Juiz entendeu que o condomínio foi negligente por não ter zelado pela segurança dos moradores, permitindo o acesso de estranhos ao prédio

Uma moradora de um condomínio de Goiânia vai receber o equivalente a R$ 20 mil, a titulo de danos morais, em razão de o apartamento onde mora ter sido arrombado e objetos dela, roubados. O juiz Antônio Cézar Meneses entendeu, na decisão, que o condomínio foi negligente por não ter zelado pela segurança dos moradores, permitindo o acesso de estranhos ao prédio.

A moradora contou, no processo, que chegou, no dia 13 de novembro de 2019, na cada dela e foi surpreendida com o apartamento arrombado e revirado, momento em que sentiu falta de alguns objetos. Ao verificar nas câmeras de segurança, notou que o porteiro permitiu a entrada de um indivíduo que supostamente visitaria o apartamento dela, apesar de ninguém atender. As imagens de segurança do edifício demonstraram que o homem ainda permitiu a entrada do comparsa que, com ele, roubou os objetos.

Ao analisar os autos, o magistrado argumentou que não há controvérsia a respeito da entrada de estranhos no condomínio, já que o réu sequer impugna tal fato, o que também é confirmado pelos vídeos das câmeras de segurança do condomínio. Destacou ainda que ficou evidente a falha de segurança do condomínio, consistente na omissão do preposto em fiscalizar os indivíduos que ingressaram no edifício residencial e, consequentemente, tiveram acesso ao apartamento da autora. “Essa situação, a meu ver, é suficiente para superar a esfera do mero aborrecimento e, consequentemente, causar sentimentos de mágoa, tristeza e revolta”, enfatizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.