“Momento é de refletir próximos passos e reconstruir a casa”, diz Kitão sobre PSL

Vereador comentou recentes declarações de Jair Bolsonaro e avaliou que uma possível saída do presidente pode enfraquecer o partido

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

O vereador Lucas Kitão (PSL) falou ao Jornal Opção sobre as recentes declarações do presidente Jair Bolsonaro que desagradaram líderes do partido. Nesta terça-feira, 8, é possível ouvir o presidente dizendo: “Esquece o PSL, tá ok?” em um vídeo divulgado.

“Por ser do PSL há muitos anos, por estar lá por ideologia, por ser de fato liberal e não só por causa dessa onda bolsonarista, acho que o partido deve aproveitar esse momento pra refletir os próximos passos e se organizar para que não haja mais questionamentos principalmente na formação de chapas e de cumprir aquilo que a legislação nos exige”.

Para Kitão, o momento é de reconstução. “É aproveitar dessas criticas para se reconstruir com solidez e não deixar que esses ataques desfaçam tudo que o PSL conseguiu construir”

Bolsonaro de saída?

A declaração do presidente irritou o líder do PSL na Câmara dos Deputados, Delegado Waldir. “Como você fala do quintal alheio se o seu quintal está sujo? As candidaturas em Minas Gerais e Pernambuco estão sendo investigadas. Mas o filho do presidente também”, disse o parlamentar à Época.

O desgaste engrossa o boato de uma possível saída do presidente para outro partido. “Bolsonaro não está algemado no PSL, não. Aqui não tem ninguém amarrado. Candidatos majoritários, como o presidente, governadores e senadores, têm liberdade para trocar de partido quando quiserem”, alfinetou Waldir.

Para Kitão, a saída de Bolsonaro enfraqueceria o partido no quesito visibilidade. “O PSL deixa de ser lembrado sempre, mas quem é liberal de verdade permanecerá e é o que farei”, contemporiza.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.