Mobilização virtual quer impedir limite de dados na internet fixa. Saiba como ajudar

A partir de 2017, assistir séries na Netflix ou ver vídeos no YouTube deve ficar bem mais caro do que você possa imaginar. Nas redes, internautas se mobilizam contra mudança

Nas redes sociais, movimento faz apelos para que usuários se mobilizem contra mudança | Divulgação/Facebook

Nas redes sociais, movimento faz apelos para que usuários se mobilizem contra novo modelo de cobrança | Divulgação/Facebook

Um movimento criado nas redes sociais está chamando a atenção de internautas em todo o País. Batizado de “Internet Sem Limites”, a ação virtual mobiliza usuários para impedir o limite de dados em internet fixa, a exemplo do que já ocorre nos planos de internet móvel.

A mobilização ocorre quase um mês após serem divulgadas as intenções das três das principais operadoras de telecomunicação do Brasil (Oi, Vivo e Net) para que, a partir de 2017, a quantidade de dados em todos os seus planos de internet fixa fosse limitada.

No Facebook, a página criada no último dia 9 já tem quase 130 mil curtidas e as publicações têm repercutido bastante entre os internautas, que temem as consequências da mudança. Uma petição online contra o limite na franquia de dados na banda larga fixa já soma também quase 250 mil assinaturas.

Adeus, Netflix

Em recente entrevista ao site Tecnoblog, Christian Gebara, executivo da Vivo responsável pela fusão com a GVT, afirmou que quem usa YouTube e Netflix terá que pagar a mais pela internet.

No caso do streaming de vídeos, por exemplo, o serviço consome, conforme sites especializados, aproximadamente 3GB por hora, o que somado ao consumo mensal ultrapassa facilmente o gasto de 180GB, total superior ao plano mais caro oferecido pela Vivo, de 130MB.

Para o executivo da Vivo, a adoção de limite de dados em internet fixa, sob pena de corte de conexão é uma tendência mundial e um caminho sem volta. “A ideia é que o consumo seja como uma conta de luz, onde o cliente pagará apenas o que usar”, explica.

3 respostas para “Mobilização virtual quer impedir limite de dados na internet fixa. Saiba como ajudar”

  1. Avatar Bosco Carvalho disse:

    E o pior é que é verdade: na Europa já conseguiram o feito de colocar a internet no conta-gotas. Só que a qualidade do serviço lá é algo bem diferente do que entregam no Brasil.
    Enquanto no Brasil ainda estamos na A-DSL, lá já estão surfando em V-DSL.
    E sabe qual o valor do pacote? Varia, para 25 Mbits/segundo entre € 17,45 e 40,96, sendo que pelo último valor, existe uma garantia de entrega do volume de 100%, ao contrário do que ocorre no Brasil, onde a promessa é de ‘até’ a quantidade de banda contratada.
    Fonte dos dados: http://www.check24.de/dsl/tarife/doppel-flatrate/25000/

  2. Avatar gabriel disse:

    tudo isso por que eles estão perderam milhões por causa da Netflix, já fizeram de tudo para taxar impostos na netfix e “regulamentar” tudo por causa do mimimi das operadoras

  3. Avatar Joshua Black Rock disse:

    O negócio e dar apoio e preferência a provedores piratas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.