Minuta de contrato de 2012 revela que sítio de Atibaia seria transferido para Lula

Documento foi revelado com exclusividade pela revista Veja, nesta quinta-feira

Sítio em Atibaia reformado pela Odebrecht: diante das fartas evidências, Lula começa a admitir ligação com imóvel

Sítio em Atibaia reformado pela Odebrecht |  Reprodução

A revista Veja divulgou com exclusividade, nesta quinta-feira (17/3), a minuta de um contrato de compra e venda do ano de 2012 que comprovaria que o sítio de Atibaia frequentado pelo ex-presidente Lula e reformado por empreiteiras envolvidas na Lava Jato seria transferido para o petista e sua mulher, Marisa Letícia.

Segundo a matéria, a minuta foi encontrada por investigadores da Polícia Federal no último dia 4 de março, em buscas no apartamento de Lula em São Paulo, durante a 24ª fase da Operação Lava Jato.

No documento, que não contém assinaturas, Fernando Bittar, dono do sítio, repassa a propriedade para Lula e Marisa pelo valor de R$ 800 mil. Pelo texto, o ex-presidente se comprometia a pagar pela propriedade rural R$ 200 mil de entrada, no ato da compra, e quitar o restante em três parcelas iguais de R$ 200 mil.

Conforme a reportagem da Veja, apesar de ser uma minuta e não conter a assinatura dos envolvidos, o documento é mais um forte indício de que Lula seria o verdadeiro dono do sítio.

Screenshot_4

 

Uma resposta para “Minuta de contrato de 2012 revela que sítio de Atibaia seria transferido para Lula”

  1. roberto quintas disse:

    “seria transferido” não é o mesmo que ser proprietário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.