Ministro nega arquivamento de inquérito que apura supostos ataques ao STF na imprensa

Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, havia pedido que caso fosse arquivado

Ministro nega arquivamento de inquérito que apura supostos ataques ao STF na imprensa
AFoto: Pedro França/Agência Senado

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, negou, nesta terça-feira, 16, o pedido de arquivamento do inquérito aberto para apurar ofensas ao STF. O pedido havia sido feito pela procuradora-Geral da República, Raquel Dodge.

Moraes ainda determinou que as ações ligadas ao processo de inquérito do que chamou de “fake news” não serão suspensas. Ele se refere a uma matéria feita pela Revista Crusoé, intitulada “O amigo do amigo de meu pai”, em referência ao ministro do STF Dias Toffoli.

A matéria, republicada no site O Antagonista, relata uma possível ligação de Toffoli com esquemas da Odebretch. O texto menciona que ele era tratado como “O amigo do amigo de meu pai”, que dá título à reportagem.

Alexandre de Moraes, então, determinou que a versão digital da Crusoé e o site Antagonista retirassem a matéria do ar, com multa de R$ 100 mil por dia em caso de descumprimento.

Nesta terça, 16, Dodge pediu o arquivamento do inquérito, mas Moraes não aceitou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.