Ministro do Turismo renuncia ao cargo

Henrique Eduardo Alves, acusado pelo ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, de receber dinheiro desviado de contratos com subsidiária da Petrobras, deixou pasta

Henrique Eduardo Alves Foto: José Cruz/Agência Brasil

Este é o terceiro ministro do governo interino de Michel Temer (PMDB) a cair | Foto: José Cruz/Agência Brasil

O ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, acaba de renunciar ao cargo nesta quinta-feira (16/6). Ele é um dos acusados de receber propinas do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Preso da Operação Lava Jato, Machado afirmou em delação premiada que vários políticos receberam dinheiro desviado de contratos com a subsidiária da Petrobras. Alves teria recebido R$ 1,55 milhão entre 2008 e 2014.

Este é o terceiro ministro do governo do presidente interino Michel Temer (PMDB) a cair, todos os três suspeitos de envolvimento com Machado. O ex-ministro do Planejamento, Romero Jucá (PMDB), teria recebido R$ 20 mil em propina e também foi gravado em conversa com Machado sugerindo que o impeachment da agora afastada presidente Dilma Rousseff (PT) foi uma maneira de barrar as investigações da Operação Lava Jato.

Já o ex-ministro da Transparência, Fabiano Silveira, caiu depois de ter sido gravado criticando a Lava Jato e orientando investigados sobre como se comportar em delações premiadas. Na época, Temer chegou a dizer que não o exoneraria, mas depois de enfrentar intensos protestos dos próprios servidores da pasta, Silveira resolveu renunciar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.