Ministro do Trabalho anuncia carta colocando cargo “à disposição” da presidente

Manoel Dias, do Trabalho, é o segundo em menos de um dia a anunciar que deixa o governo. Marta Suplicy, da Cultura, resignou função na terça (11/11)

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Outro ministro do governo Dilma Rousseff (PT) se manifestou em relação a continuidade no cargo. O ministro do Trabalho, Manoel Dias (PDT), disse que entregará, na próxima terça-feira (18), uma carta deixando o cargo “à disposição da presidente”. Na última terça-feira (11/11), a senadora Marta Suplicy (PT) solicitou demissão do cargo, também por meio de carta.

“No dia 18 entrego a carta que coloca o cargo à disposição, como um gesto para deixá-la [a presidente] bem à vontade. Todos estamos ciente que termina um governo, começa um novo e, como a própria presidente pregou durante a campanha, governo novo, ideias novas”, versou o documento.

Manoel Dias espera que o próximo governo seja “dinâmico e que dê prosseguimento às políticas empreendidas nos últimos anos”. “Sou um homem de partido e estou lá [no ministério] em nome do PDT e em decorrência do apoio do partido ao governo da presidenta Dilma Rousseff. O partido vai conversar com a presidenta, o cargo é dela, que tem a disponibilidade a qualquer momento [de fazer mudanças].”

Na última terça-feira (11), a senadora Marta Suplicy (PT) encaminhou uma carta para Dilma pedindo sua demissão da cargo de ministra da Cultura. No texto, ela também dava sugestões a respeito da política econômica do governo.

Uma resposta para “Ministro do Trabalho anuncia carta colocando cargo “à disposição” da presidente”

  1. Avatar Allegro Manontroppo disse:

    Os mais espertinhos já estão abandonando o barco antes do certo impeachment.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.