Ministro da Saúde se demite e Bolsonaro já procura novo nome, diz site

Grande decepção': por que Marcelo Queiroga volta a depor na CPI da Covid -  BBC News Brasil

Jair Bolsonaro e Marcelo Queiroga, em cerimônia | Foto: Divulgação

Segundo o portal O Bastidor, o médico Marcelo Queiroga teria comunicado ao presidente que não fica mais no cargo

Marcelo Queiroga falou ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que não fica mais no comando do Ministério da Saúde. Ele permanecerá na função até que o governo encontre substituto. A informação foi anunciada com exclusividade pelo portal O Bastidor.

Segundo as informações, o presidente tentou convencer o ministro a mudar de ideia, mas não teve sucesso. Queiroga teria dito que o ministério está profundamente dividido em meio à crise e que não consegue impor sua autoridade.

Em suma, afirmou que não tem condições de trabalhar como supôs que seria possível. Queiroga é o quarto ministro da Saúde a deixar o governo durante a pandemia.

O presidente agradeceu a Queiroga e mesmo insistiu para que ele ficasse no cargo até que o Planalto escolha um novo ministro. Também solicitou que a saída dele permanecesse em sigilo, de modo a evitar mais desgastes políticos numa área em que o governo sofre desde o começo da pandemia. Queiroga aquiesceu.

O pedido de demissão e o teor dele foram relatados ao portal, reservadamente, por duas fontes. Segundo elas, é improvável que haja reviravolta e trata-se de uma saída amigável e consensual – não houve “fritura” nem o presidente ficou contrariado com qualquer ação de Queiroga.

Mais tarde, o próprio ministro desmentiu, em publicação no Twitter, o conteúdo da matéria do site: 

Vários ministros de Bolsonaro, como Vélez Rodríguez e Abraham Weintraub (Educação), Eduardo Pazuello (Saúde), Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Ricardo Salles (Meio Ambiente), tiveram suas demissões antecipadas pela imprensa.

Em todas as vezes, Jair Bolsonaro disse que era “fake news”. Desta vez é o próprio ministro quem rebate.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.