Ministro da Saúde diz que não vai exigir jogadores vacinados na Copa América

Marcelo Queiroga contraria a do ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, com a decisão

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta sexta-feira, 04, que não exigirá que jogadores e comissões técnicas dos países que irão disputar da Copa América estejam vacinados contra a Covid-19. A declaração foi feita em entrevista ao jornal “Correio Braziliense”.

“Os campeonatos estão acontecendo, inclusive eventos internacionais e a exigência (da vacinação) não é uma obrigação. Vai acontecer a Olimpíada, esse sim um grande evento mundial do esporte. Há protocolos de segurança da Conmebol e o Ministério da Saúde está avaliando esses protocolos para verificar se são adequados. Há uma política de testagem dos jogadores e dos integrantes da comissão técnica”, disse o ministro à publicação.

Ainda segundo Queiroga, o campeonato funcionará em um esquema parecido com o de uma bolha, em que os jogadores deixarão o estádio e irão diretamente para o hotel.

A fala de Queiroga contraria a do ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos. Na última segunda-feira,  31, Ramos afirmou que todos os jogadores e integrantes das delegações de cada delegação seriam vacinados.

O torneio se tornou centro de uma polêmica após o governo brasileiro aceitar sediá-lo. Anteriormente, Argentina e Colômbia desistiram de realizar o campeonato por conta da pandemia.

Após a confirmação de que o Brasil será a sede do evento mesmo se aproximando dos 500 mil mortos, foi a vez de jogadores da Seleção Brasileira manifestarem o desejo de não disputar a Copa América

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.