Ministro da Educação celebra proibição de palestra de Boulos, que reage: “A aula foi na rua”

Ex-presidenciável, que realizou o debate em frente ao instituto, ainda disse que “a censura não funcionou”

Foto: Redes Sociais

Após o ministro Abraham Weintraub comemorar, via Twitter, a proibição de uma palestra de Guilherme Boulos no Instituto Federal do Paraná (IFPR), o ex-presidenciável reagiu. “A censura não funcionou, ministro”, publicou o presidente do MTST ao afirmar que “a aula foi na rua…”.

Na postagem, Weintraub que afirmou que “o Brasil está mudando! Essa tigrada precisa saber que os brasileiros acordaram”.

Na resposta, Boulos disse que “a ‘tigrada’ não tem medo de pequenos ditadores. Ainda menos de um moleque que erra conta com bombom”, escreveu em referência ao vídeo em que o ministro utiliza bombons para fazer uma conta sobre cortes na educação.

Boulos disse, também, que “o debate aconteceu e foi na rua, em frente ao IFPR. Aliás, com muito mais gente do que caberia no auditório. A censura não funcionou, ministro. Tenta outra”.

Caso

O líder do Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST) foi convidado por um grupo de estudantes a palestrar no IFPR, mas a procuradoria da instituição o proibiu de utilizar as dependências do instituto, nesta sexta, 9. Apesar da determinação, Boulos e diversos alunos se reuníram em frente à unidade de ensino, nesta manhã.

Em justificativa, o IFPR informou que, “considerando que o Instituto Federal do Paraná está em processo de consulta eleitoral para os cargos de reitor e diretor-geral de campus, e o regulamento vigente veta, sob qualquer pretexto, a vinculação com partidos políticos, considerou-se, por medida preventiva, a não realização do evento no auditório do Campus”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.