Ministro da Economia defende retorno de aulas presenciais

“Crianças carentes serão penalizadas no curto e no longo prazo”, dispara Guedes

Sala de aula vazia Foto: Reprodução

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu nesta segunda-feira, 21, a retomada das aulas presenciais no Brasil. Em sua visão, caso o ano letivo seja perdido, gerações inteiras serão afetadas. “As aulas precisam voltar”, afirmou Guedes, em uma rede social.

“Os custos econômicos e sociais de se perder o ano letivo são gigantes. Estes custos incidem pesadamente sobre a população mais pobre. Crianças carentes serão penalizadas no curto e no longo prazo. Esse custo afetará gerações inteiras”, afirmou o ministro.

Na última quinta-feira, 17, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou que a pasta prepara um protocolo de biossegurança para o retorno às aulas presenciais, com foco na educação básica.

“Estamos empenhados em caminhar para o retorno das aulas observando os protocolos de segurança e com o apoio maciço de R$ 500 milhões do MEC”, destacou, ao frisar que é preciso considerar os riscos existentes e que essa decisão não cabe ao ministério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.