Ministro anuncia valores de novas parcelas de auxílio emergencial, mas apaga publicação

Luiz Eduardo Ramos afirmou que coronavoucher será prorrogado por três meses, com parcelas de R$ 500, R$ 400 e R$ 300

O ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, afirmou nesta quinta-feira, 25, que a extensão do auxílio emergencial por três meses terá parcela de R$ 500, R$ 400 e R$ 300. A informação publicada no Twitter foi apagada pouco depois.

“O governo vai pagar três parcelas adicionais (de R$ 500, R$ 400 e R$ 300) do auxílio emergencial. A proposta faria o benefício chegar neste ano a pelo menos R$ 229,5 bilhões. Isso é 53% de toda a transferência de renda já feita no programa Bolsa Família desde o seu início, em 2004”, escreveu o ministro.

A prorrogação do auxílio emergencial, que hoje é de R$ 600, tem sido exaustivamente discutida no governo. No inicio do mês, o ministro Paulo Guedes (Economia) chegou a afirmar o Executivo planejava pagar mais duas parcelas do auxílio, no valor de R$ 300 cada uma.

Segundo a Secretaria de Governo, a publicação está incorreta e o assunto ainda está em discussão no governo. Veja a publicação:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.