Ministro anuncia aumento de 50% de vagas para o programa Brasil Alfabetizado

Mendonça Filho negou redução no orçamento do MEC para o ano que vem e cortes nos programas do governo federal para a Educação

Larissa Quixabeira
de São Paulo

Depois da polêmica a respeito de suposta suspensão no programa do governo federal de alfabetização de jovens e adultos, o ministro da Educação Mendonça Filho anunciou, nesta quinta-feira (15/9) uma ampliação do programa Brasil Alfabetizado, com o acréscimo de 50% das vagas já existentes para o próximo ciclo, que atuará a partir de 2017.

Em agosto, o jornal Folha de S. Paulo publicou reportagem que reuniu depoimentos de gestores estaduais e municipais, relatando que, apesar do que afirma o governo federal, o programa está suspenso. Segundo a matéria, o programa segue com os alunos já matriculados, mas já não aceita novos estudantes.

Em entrevista coletiva, Mendonça Filho defendeu que o programa não foi paralisado. “O que saiu na imprensa, infelizmente, foi um equívoco. O Brasil Alfabetizado atende a 170 mil jovens e adultos e estamos anunciando hoje o acréscimo de 50% no número de vagas para o próximo ciclo”.

Durante discurso na abertura do Seminário Internacional “Caminhos para a qualidade da educação pública: Impactos e Evidências”, em São Paulo, Mendonça Filho foi interrompido por um dos integrantes da plateia, em sua maioria educadores, que questionou o ministro sobre os cortes no orçamento da Educação.

Depois, em coletiva de imprensa, ele lamentou o episódio. “Vejam vocês como uma informação inverídica acaba gerando uma percepção incorreta na opinião pública. Apesar do que foi propagado de forma avassaladora nas redes sociais, o orçamento do MEC não foi reduzido. Trabalhamos com o que foi planejado pelo governo anterior e teremos um acréscimo de 7% para 2017”, completou.

Deixe um comentário