Ministério Público pede impugnação de candidatura de Divino Lemes em Senador Canedo

Ação é baseada em condenação de proferida em 2016 contra o ex-prefeito e o candidato a vereador da cidade, Vilmar Lima (PSDB)

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) propôs ação de impugnação de registro de candidatura contra Divino Lemes, candidato a prefeito de Senador Canedo pelo PSD e contra o candidato a vereador Vilmar Lima (PSDB).

Segundo a promotora eleitoral Marta Moriya Loyola, ambos foram condenados à suspensão de seus direitos políticos por ato doloso de improbidade administrativa, que resultou em lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito, motivo pelo qual estão inelegíveis. Divino Lemes e Vilmar Lima tiveram seus direitos políticos suspensos pelo prazo de cinco anos em condenação proferida em 2016.

Na ação, o Ministério Público afirma que Divino Lemes, prefeito de Senador Canedo entre 2001 e 2004, doou irregularmente uma área pública municipal de mais de 10 mil metros à uma empresa privada para a construção de um centro de eventos, administrado por Vilmar Lima.

Essa doação não teria sido precedida de prévia avaliação do bem, nem concorrência pública. Ainda de acordo com o processo, a empresa é um comércio varejista de peças e acessórios de
Marta Moriya requereu que seja declarada a causa de inelegibilidade dos candidatos e a negativa aos registros de candidatura aos cargos de prefeito e vereador, ou ainda, a declaração de nulidade de seus diplomas e a extinção de seus mandatos, a depender do momento de trânsito em julgado do provimento judicial a ser proferido. (Com informações Assessoria MP-GO)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.