Ministério Público oferece mais cinco denúncias contra ginecologista de Anápolis

Nicodemos Júnior é acusado de prática de crimes sexuais. Pedido do MPGO envolve 42 vítimas, 39 teriam sido estupradas pelo médico

Ginecologista Nicodemos Júnior Estanislau Morais | Foto: Divulgação/Polícia Civil

O Ministério Público de Goiás (MPGO) ofereceu, nesta terça-feira (30), mais cinco denúncias contra o ginecologista Nicodemos. Dessa vez, a peça dirigida ao juiz acusa o médico de estupro de 39 pacientes e violação sexual de outras três.

Em outubro, duas outras denúncias haviam sido oferecidas contra o médico, uma em Anápolis, outra em Abadiânia. O MPGO estima que, se condenado, o ginecologista pegaria penas que, somadas, passariam de 300 anos.

Além da decretação de prisão do médico, o órgão ministerial pediu bloqueio de de bens e valores. Cada vítima deve receber cerca de R$100 mil deve cobrir os prejuízos morais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.