Ministério Público denuncia integrante da Força Nacional por feminicídio

Segundo promotor Paulo de Tharso, Josimar Pereira “agiu impelido pelo ciúme excessivo, controlador e doentio, somente pela suspeita de que a vítima mantivesse relação com outras pessoas”

Integrante da Força Nacional é denunciado por feminicídio contra Nathalia Lima Costa, em 9 de maio. Josismar Pereira é acusado de utilizar um revólver calibre 38 no crime. A ação foi movimentada pela 6ª Promotoria de Justiça de Jataí, por meio do promotor Paulo de Tharso Brondi.

Segundo Brondi, Josimar cometeu o crime por motivo torpe, com recursos que dificultaram a defesa da vítima, por meio de relações de afeto. Ele era namorado da vítima há um ano.

“Ele agiu impelido pelo ciúme excessivo, controlador e doentio, somente pela suspeita de que a vítima mantivesse relação com outras pessoas. Também agiu a fim de colhê-la de surpresa para não lhe possibilitar nenhuma reação, atirando enquanto ela, desarmada, estava sentada na cama”, afirmou o promotor. Após ter acesso a arma e atirar na cabeça de Nathalia, Josimar escondeu a arma em uma geladeira e fugiu.

O Ministério Público de Goiás (MPGO) pediu pena por feminicídio, mas também solicitou que o acusado pague indenização por danos morais. Brondi também demandou pela expedição de ofícios para a Superintendência Regional do Departamento da Polícia Federal, em Goiânia; à Secretaria Estadual de Segurança Pública e ao Instituto Nacional de Identificação, para informar o oferecimento da denúncia.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.