Ministério Público denuncia Dirceu, Duque e Vaccari por corrupção e lavagem de dinheiro

Mais 14 nomes foram denunciados pela procuradoria-geral. Agora, cabe à Justiça acolher ou não pedido do MP

O ex-ministro José Dirceu, juntamente com o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e o ex-diretor da Petrobras Renato Duque, foram denunciados nesta sexta-feira (4/9) pela força-tarefa da Operação Lava Jato, acusados de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Mais 14 pessoas também foram denunciadas, totalizando uma lista com 17 nomes.

Esta é a primeira acusação da Lava Jato contra Dirceu, preso há um mês. Agora, cabe à Justiça acolher ou não a denúncia da Procuradoria. O irmão de Dirceu, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, e a filha do ex-ministro, Camila Ramos de Oliveira e Silva, também foram denunciados. (Com informações do jornal Folha de S. Paulo)

Veja a lista dos nomes:

  • Camila Ramos de Oliveira e Silva, filha de Dirceu
  • Cristiano Kok, executivo da Engevix
  • Daniela Facchini, arquiteta que reformou casa do ex-­ministro
  • Fernando Moura, lobista ligado ao PT
  • Gerson Almada, executivo da Engevix
  • João Vaccari Neto, ex­-tesoureiro do PT
  • José Adolfo Pascowitch, irmão de Milton
  • José Antunes Sobrinho, executivo da Engevix
  • José Dirceu de Oliveira e Silva, ex­-ministro da Casa Civil
  • Julio César dos Santos, sócio de Dirceu na JD Consultoria
  • Júlio Camargo empresário
  • Luiz Eduardo de Oliveira e Silva irmão de Dirceu
  • Milton Pascowitch operador
  • Olavo de Moura Filho irmão de Fernando Moura
  • Pedro Barusco, ex-­gerente da Petrobras
  • Renato Duque, ex­-diretor da Petrobras
  • Roberto Marques, ex­-assessor de Dirceu

Deixe um comentário