Nova denúncia por estupro de vulnerável e violação sexual mediante fraude envolve cinco vítimas, entre elas uma criança abusada aos 8 anos de idade

Foto: Divulgação

O Ministério Público de Goiás apresentou, nesta terça-feira, 15, nova denúncia contra João de Deus por estupro de vulnerável e violação sexual mediante fraude. Entre as vítimas, uma criança que teria sido abusada aos 8 anos de idade.

A denúncia já foi protocolada no Fórum de Abadiânia e envolve crimes contra 13 mulheres, no entanto, apenas os casos de cinco vítimas ainda não foram prescritos. Entre elas, duas mulheres são de Goiás e três de São Paulo.

No entanto, o documento ainda envolve relatos de vítimas de Minas Gerais,  Distrito federal, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Maranhão. Os casos aconteceram entre os anos de 1990 e junho de 2018.

Os crimes são: quatro por estupro de vulnerável, sendo uma deles com continuidade delitiva já que a vítima foi abusada por várias vezes, e um por violação mediante fraude. As idades das vítimas na época do crime variam de 8 a 47 anos.

O médium está preso desde o dia 16 de dezembro no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. Ele nega as acusações.