Ministério da Saúde envia plano de quarentena a secretarias estaduais de Saúde

Texto prevê que escolas e universidades fiquem fechadas até o fim do mês de abril, com possibilidade de extensão também para o mês de maio

Rio de Janeiro RJ 29 02 2020 Passageiros e funcionários circulam vestindo máscaras contra o novo coronavírus (Covid-19) no Aeroporto Internacional Tom Jobim- Rio Galeão | Foto: Fernando Frazão/Agencia Brasil

Na manhã deste sábado, 28, a equipe técnica do Ministério da Saúde enviou aos a secretários de saúde estaduais um plano de combate ao novo coronavírus. O texto prevê que escolas e universidades fiquem fechadas até o fim do mês de abril, com possibilidade de extensão também para o mês de maio.

O planejamento sugere que grupos de risco se afastam de atividades sociais e trabalho por três meses, além veto a eventos, cinemas, cultos e incentivo a práticas de home office. O plano também sugere redução pela metade da capacidade de bares e restaurantes e ações de prevenção.

Foi proposta pelo ministério a contratação de trabalhadores informais como “promotores de saúde” durante o período de emergência. Suas atribuições seriam a de dar orientações à população nas ruas e identificar idosos e enviá-los às suas casas.

O objetivo da ação é unificar estratégias de transição para a quarentena aos estados. Tanto entes federados que já tiveram quarentenas instaladas quanto para aqueles que ainda não adotaram ações receberam o plano, mas não houve especificação se regras já estabelecidas devem ser modificadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.