Michel Temer deixa presidência do PMDB e investigado na Lava Jato deve assumir comando do partido

Senador Valdir Raupp e o vice-presidente já teriam conversado sobre transição

Foto: Marcello Casal Jr./ABr

Foto: Marcello Casal Jr./ABr

O vice-presidente Michel Temer anunciou nesta quinta-feira (9/4) que irá deixar presidência do PMDB para assumir a articulação política do governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Em seu lugar, deve assumir o senador Valdir Raupp (RO), que é um dos investigados da Operação Lava Jato.

De acordo com a assessoria de imprensa do auxiliar, Temer achou melhor deixar o comando da legenda para não acumular as funções. Ele já teria conversado com Raupp, que é o atual vice-presidente do PMDB, para acertar os detalhes da transição.

A presidente Dilma Rousseff anunciou o vice como o novo titular da Secretaria de Relações Institucionais na última terça-feira (7), após o ministro da Aviação Eliseu Padilha ter recusado o convite.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.