Meta de Baldy é entregar 1 milhão de novas casas em 2018

Ministro comandou, na manhã desta segunda-feira (19), lançamento do novo programa habitacional do governo Temer

Divulgação

O audacioso programa “Todos pela Habitação”, lançado na manhã desta segunda-feira (19) pelo ministro das Cidades, Alexandre Baldy, no Rio de Janeiro, pode garantir a entrega de mais de 1 milhão de casas construídas no Brasil até o final de 2018, das quais 650 mil serão feitas a partir da planta.

“O déficit habitacional hoje no país é de 6,15 milhões de unidades. Estamos buscando a retomada de programas de construção de moradia, que estão paralisados desde 2014. Hoje temos mais de 400 mil unidades inacabadas e 650 mil para serem construídas ao custo de R$ 73 bilhões em 2018, no país “, explicou o ministro.

O ministro destacou que 50 mil unidades já tiveram as obras retomada no Brasil este ano. Mas lembrou que muitos conjuntos são erguidos sem planejamento, sem trabalho social e que pessoas que saem de área de risco não percebem que estão saindo para um imóvel próprio e que passarão a pagar conta de luz, de água e outros serviços.

“É uma preocupação ampla dar condições de moradia, de serviços e empregos para essas famílias, que vão ocupar esses conjuntos habitacionais. Por isso, a CEF está autorizada a entrar com esses trabalhos sociais. Na semana passada destinamos R$ 850 milhões para equipamentos sociais, como por exemplo na conclusão da obra de uma escola e uma creche num conjunto em Nova Iguaçu. Estão disponibilizando R$ 35 milhões que poderá beneficiar 6.500 famílias que poderão ser atendidas no programa com qualificação habitacional, com título de propriedade “, disse Baldy.

O presidente da CEF, Gilberto Occhi destacou que o orçamento para o crédito imobiliário em 2018 e de R$ 82 bilhões e R$ 6 bilhões são para o Rio de Janeiro. É deste total, R$2,5 bilhões são para a construção de novas unidades.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.