Messi ganha pela quinta vez prêmio de melhor jogador do mundo

Argentino desbancou novamente o português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid e, este ano, o brasileiro Neymar

Foto: Gil Leonardi/ Imprensa MG

Foto: Gil Leonardi/ Imprensa MG

O argentino Lionel Messi, camisa 10 do Barcelona, ganhou nesta segunda-feira (11) seu quinto prêmio de melhor jogador do mundo, em festa organizada pela Federação Internacional de Futebol (Fifa). Messi já havia ganho a Bola de Ouro em 2009, 2010, 2011, 2012. O argentino desbancou novamente o português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid e, este ano, o brasileiro Neymar.

“É uma noite muito especial para mim, voltar a vencer uma Bola de Ouro, que foi para o Ronaldo nos últimos dois anos. Queria agradecer a todos que votaram em mim e aos meus companheiros. Agradeço a tudo que o futebol me proporcionou na vida, as coisas boas e ruins”, disse o argentino.

Após um ano de 2014 marcado por lesões, Messi recuperou a forma no ano seguinte e liderou o Barcelona em um ano de conquistas dos campeonatos mais importantes que disputou.

Esta edição foi marcada também pela primeira participação de Neymar entre os três finalistas. Foi a primeira vez desde 2007 que um brasileiro não fica entre os três melhores do mundo. Na ocasião, Kaká desbancou os próprios Lionel Messi e Cristiano Ronaldo.

Também jogador do Barcelona, Neymar teve um ano de 2015 muito inspirado com a camisa do time catalão. Ao lado de Messi, Neymar ajudou o time a conquistar o Campeonato Espanhol, a Copa da Espanha e a Liga dos Campeões, maior e mais importante competição de clubes do mundo, com direito a gol na final, contra a Juventus da Itália.

A cerimônia foi realizada na tarde desta segunda-feira em Zurique, na Suíça. Os três finalistas são determinados após votação dos capitães e técnicos das 207 seleções dos países membros da Fifa, além de representantes da imprensa de internacional.

Messi x Ronaldo

Não bastasse a feroz rivalidade em campo entre Barcelona e Real Madrid, a disputa pessoal entre o português e o argentino pelo prêmio é antiga. Desde 2007 os dois brigam pela honraria, com exceção de 2010, quando o português não ficou entre os três mais votados. A partir daí, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo passaram a revezar na preferência mundial.

Em 2008, o português foi o primeiro dos dois a ganhar o prêmio. Entretanto, Ronaldo viu o argentino ganhar nos quatro anos seguintes. Em 2013 e 2014, o meia do Real Madrid voltou a vencer. O prêmio de Messi prolonga a hegemonia dividida pelos dois jogadores que ainda estão em ótima forma nos campos.

Gol mais bonito

O brasileiro Wendell Lira ganhou o prêmio de gol mais bonito de 2015. Lira marcou um gol de bicicleta contra o Atlético Goianiense, quando jogava pelo Goianésia (GO). “Queria agradecer a minha família e a nação brasileira”, disse Lira.

O brasileiro, hoje jogador do Vila Nova (GO), citou a parábola bíblica de Davi contra Golias para expressar a emoção ao ganhar o prêmio, desbancando o argentino Lionel Messi e o italiano Alessandro Florenzi. Wendell Lira destacou a alegria de estar no evento ao lado de jogadores “que só conhecia no videogame”.

Já o prêmio de melhor jogadora de 2015 ficou com a norte-americana Carli Lloyd. “É uma honra, [ganhar esse prêmio]. Foi um sonho desde que comecei minha jornada com a seleção dos Estados Unidos. Gostaria de agradecer a todos que votaram em mim”, disse Carli Lloyd.

Os melhores técnicos foram Luis Enrique, do Barcelona, e Jill Ellis, treinadora da seleção feminina dos Estados Unidos, atual campeã do mundo.

Deixe um comentário