Mesmo em cenário positivo, Rogério Cruz garante que vai manter ações de combate à pandemia

Na capital, apenas 20 dos 95 leitos de UTIs reservados a pacientes para infectados pelo coronavírus se encontram ocupados

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), assegurou que irá manter as ações de combate à pandemia da Covid-19, em Goiânia. No município, o cenário é de controle da doença, com atendimento de vacinação e testagem ocorrendo em vários pontos da cidade. O resultado é que apenas 20 dos 95 leitos de Unidades Terapia Intensiva (UTIs), reservados para infectados pelo Coronavírus, ocupados e dos leitos de enfermaria, 49 das 56 estão disponíveis.   

A decisão em manter a política de vigilância sanitária acontece mesmo com cenário positivo de contenção da doença. Há dois anos, a capital confirmava os primeiros casos de Covid-19 no Estado. “Goiânia colhe os benefícios de enfrentamento ao coronavírus, com muita responsabilidade. Hoje, os números nos mostram que estamos no caminho certo para nos vermos livres dessa doença. Não vamos parar de agir nesse sentido, mesmo que os números estejam favoráveis. Vamos continuar com vacinação e testagem dos goianienses”, afirma o prefeito.

Cruz lembra que, no ano passado, grande parte das ações da saúde foram direcionadas para combater a pandemia de Covid-19 e os casos de síndrome gripal. “Nesse período, já entregamos três novas unidades de saúde à população de Goiânia, nos setores Alto do Vale, São Carlos e Riviera”, citou. Durante os períodos mais críticos da doença, Goiânia precisou disponibilizar 327 leitos de UTI para tratamento de infectados.

O prefeito atribuiu os resultados melhores a ampla vacinação em massa, cujos 2.782.372 doses dos imunizantes foram aplicadas nos goianienses. Desse quantitativo, 1.206.433 foram para primeira dose, 1.095.405 para segunda ou dose única, e 480.534 doses foram específicas para reforço. “As vacinas disponíveis já se demonstraram eficazes contra o Coronavírus, e somente a imunização, com todas as doses necessárias, vai trazer mais garantia de saúde a todos”, pontua.

No município, para incentivar a imunização contra a Covid-19, foram feitas muitas campanhas e mutirões de vacinação. “Montamos drives-thrus em pontos estratégicos da cidade e, no caso da unidade do Shopping Passeio das Águas, mais de 1 milhão de doses foram aplicadas. A cada dia era uma festa. Momentos inesquecíveis aconteceram ali”, relembra Cruz.

Além da vacinação, a testagem ampliada também foi uma estratégia adotada pela prefeitura. Com o serviço foi possível identificar regiões com mais incidência da doença e fazer o monitoramento epidemiológico. “Chegamos a ter cinco locais de testagem em Goiânia, e conseguimos atender a todos”, frisou o gestor. As medidas foram fortalecidas com a ameaça da variante Ômicron, classificada como de alta disseminação. Atualmente, de acordo com a Secretária Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia, a taxa é de 9,8%. Agora, citou Cruz, o desafio é a proliferação do mosquito aedes aegypti e, consequentemente, a dengue.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.