Mesmo com o fim das chuvas, prefeitura não avança obras do lago do Parque Cascavel

Há mais de 15 dias sem chover, não foram encontradas máquinas da gestão Iris trabalhando

Parque Cascável | Foto: Nathan Sampaio

O Parque Cascavel, localizado no bairro Jardim Atlântico, em Goiânia, passa por um período de obras há mais de um ano. Devido ao tamanho do local e problemas recorrentes com o assoreamento do córrego de mesmo nome, as intervenções são frequentes. O trabalho funciona através de uma parceria público privada entre a Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) e a Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (Ademi-GO).

Em março, as obras foram paralisadas por conta das chuvas. No entanto, moradores da região reclamam que há cerca de duas semanas, mesmo com período de estiagem, ninguém é visto trabalhando no local.

O Jornal Opção visitou o parque durante os últimos 15 dias e confirmou que a obra no parque não tem avançado.

Na área onde o parque é utilizado por moradores, com pistas de caminhadas, quiosques, playground e um deck de madeira, o córrego está quase assoreado novamente, pondo em risco o leito. Neste local, de acordo com a Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA), a obra está acontecendo e há homens trabalhando, o que não foi confirmado pela reportagem.

Já em uma outra área do parque, onde hoje há só mato, a planta do projeto aponta que deveria haver um local de estacionamento para carros, recomposição florística e espaços de lazer. Há meses a obra desta parte do parque não é retomada.

O gerente de parques e unidades de conservação, José Ricardo da Silva, explicou que uma galeria está sendo construída. “É uma barreira de contenção, para evitar que detritos cheguem ao lago”, disse. O problema é que isso havia sido prometido em agosto de 2017 quando houve uma divulgação sobre a revitalização do parque.

Agora, de acordo com José, a previsão é de que essa galeria que impedirá o assoreamento total do córrego seja concluída em setembro deste ano. Sobre a outra parte do parque, não há previsões.

De acordo com o engenheiro Maurício Bosco, que mora em um dos prédios que ficam em frente ao Parque Cascavel, o processo de construção de uma galeria como a que está sendo feita é realmente muito complexa.

“Apesar disso, o tempo de conclusão da obra varia muito de acordo com a quantidade de trabalhadores e a experiência que eles, ou a pessoa que os coordena, têm”, disse o engenheiro, que afirmou que a obra já poderia ter sido concluída.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.