Mercado judeu é invadido e um suspeito morto; reféns saem escoltados

Quatro reféns foram mortos e cinco ficaram feridos

A polícia invadiu há poucos minutos o mercado judeu onde Hayat Boumeddiene, 26 anos, e Amedy Coulibaly, 32 anos, mantinham pelo menos cinco reféns, em Porto de Vincennes, na França. Conforme informações de jornais franceses, o sequestrador Amédy Coulibaly, apontado como responsável pela morte da policial em Montrouge, foi morto na operação.

Ao final, quatro reféns foram mortos, cinco ficaram feridos e 10 saíram bem do local. Informações apontam que essas pessoas foram mortas quando o casal invadiu o mercado. Hayat Boumeddiene fugiu durante a ação policial e continua foragida.

Mais ou menos no mesmo instante, os irmãos Chérif e Said Kouachi, apontados como os outros dois suspeitos de terem participado do ataque ao jornal Charlie Hebdo, foram mortos pela polícia francesa. Os dois mantinham um refém, que saiu ileso, em uma gráfica em Dammartin-en-Goële.

*Atualizada às 9h50 do dia 10/1

Deixe um comentário