Um menino ficou feriado e uma égua morreu, após serem atingidos por um raio enquanto realizava um cavalgavam na última sexta-feira, 20, em uma fazenda, em Montes Claros. Depois da queda, o garoto teve ferimentos leves e passa bem.

Flávio Júnior, pai do adolescente, disse que eles cavalgavam para tocar o gado, quando foram atingidos pelo raio, a égua chegou a cair por cima do menino por causa do impacto.

As quedas de raio despertam curiosidade, o fato não é brincadeira: a probabilidade de uma pessoa morrer atingida por raio no Brasil ao longo de sua vida é de uma em 25 mil, ou seja, é mais fácil do que ser mordido por um cachorro. O risco aumenta 2,5 vezes se a pessoa o estiver em uma área descoberta durante uma tempestade, que produz cerca de três raios por minuto. Já durante uma tempestade mais forte, com 30 raios por minuto, a probabilidade é de um em 1 mil. 

Do total de atingidos, cerca de 300 pessoas sobrevivam aos raios a cada ano no Brasil. Mas podem acontecer sequelas, como queimaduras e traumas físicos e neurológicos. Portanto, é importante se proteger.