Membro da Associação Nacional de Transportes Públicos defende tarifa a R$ 4

Reformulação da tarifa urbana e do transporte público estão em discussão na Alego

O Perito Judicial de trânsito, Antenor Pinheiro, também membro da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTT) defende a redução da tarifa de Goiânia R$ 4,30 para R$ 4. Ele propõe em uma adição de R$ 0,30 ao subsídio tarifário. A sugestão teve apoio público do ex-secretário de Finanças de Goiânia e consultor em gestão pública, Jeovalter Correia. A tarifa urbana e a reformulação do transporte coletivo estão em pauta na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) nesta semana.

A casa discute projeto de lei que possibilita a implantação da tarifa flexível para os usuários do transporte coletivo, que atualmente pagam um único valor em qualquer linha do serviço. Em Goiânia, o prefeito Rogério Cruz (Republicanos) defende a proposta de reestruturação do transporte coletivo, feita pelo Governo de Goiás. Segundo ele, o sistema precisa ser “flexível, acessível e sustentável”.

A ideia, de acordo com o republicano, é corrigir deficiências de ordem estrutural, conjuntural e impulsionar ampla transformação, modernização e melhoria dos serviços.  O Fórum de Mobilidade também é favorável às mudanças, sob alegação de que elas corrigem problemas históricos causados na gestão de Marconi Perillo (PSDB).

A proposta que está em tramitação na Alego reformula e disciplina a Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC) da região Metropolitana de Goiânia. A matéria também trata de reestruturar a Câmara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC) e a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC). (com informações da CBN Goiânia).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.