“Meirelles tem liberdade para disputar o Senado ou governo”, diz Francisco Jr.

O deputado federal afirma que Vilmar Rocha não pôs obstáculo à filiação e deu boas-vindas ao ex-ministro

“Nós, do PSD, demos liberdade ao ex-ministro da Fazenda e ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles para se movimentar e escolher o projeto que quiser, ou seja, tanto pode disputar mandato de governador quanto de senador”, disse o deputado federal Francisco Júnior no sábado, 13, ao Jornal Opção. “Ele tem liberdade para escolher.”

Henrique Meirelles se filiou ao PSD na sexta-feira, 12, numa reunião na casa do presidente nacional do partido, Gilberto Kassab, em São Paulo. A tendência é que Meireles dispute mandato de senador, porque interessa ao PSD fortalecer sua base política tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado. “Mas Meirelles não descarta a possibilidade de disputar o governo”, afirma Francisco Júnior.

Francisco Júnior, Gilberto Kassab, Vanderlan Cardoso e Henrique Meirelles: mais força em Goiás e no Brasil |Foto: Divulgação do PSD

O presidente do PSD em Goiás, Vilmar Rocha, sabia da filiação de Meirelles ao PSD? “Claro que sabia. Entretanto, como o jogo foi decidido na quinta-feira, 11, Vilmar, embora convidado, não pôde comparecer à filiação. Mas, lá da casa do Kassab, ligamos para ele. Vilmar concordou com a filiação, porque fortalece o PSD. E insisto: não colocou nenhum obstáculo à filiação e deu boas-vindas ao Meirelles”.

Quem efetivamente articulou a filiação de Meirelles ao PSD? “O mérito cabe primeiramente ao senador Vanderlan Cardoso. Mas o elo entre nós e Meirelles foi o ex-presidente da Assembleia Legislativa de Goiás Samuel Almeida, que é amigo de Meirelles.”

Presidente do PSD em Goiás, Vilmar Rocha | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

O que Kassab disse sobre a filiação? “Kassab gostou imensamente da volta de Meirelles ao PSD. Tanto que a reunião foi feita em sua casa. Kassab, Meirelles, eu e Vilmar Rocha somos fundadores do PSD”, afirma Francisco Júnior.

O presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira, vai se filiar ao PSD? “O partido convidou Lissauer e está esperando sua decisão. Como se sabe, ele só pode trocar de partido em março de 2022, com a janela partidária. O PSD é um partido grande, está bem posicionado e, como prova a chegada de Meirelles, com a musculatura reforçada. Para quem tem projeto político, a filiação ao partido é positiva. Lissauer, político que articula com habilidade e correção, é bem-vindo.”

Samuel Almeida: amigo de Henrique Meirelles | Foto: Divulgação

Comenta-se que o secretário da Indústria e Comércio, José Vitti, articulou sua filiação ao PSD. “Vitti, de fato, conversou com o PSD. É um excelente quadro e, se quiser, poderá se filiar ao partido. O nosso projeto é conquistar mais filiações de qualidade, como Samuel Almeida e Meirelles, para oxigenar o partido e ampliar sua participação política tanto em Goiás quanto no Brasil”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.