Meirelles diz que crise atual pode ser pior que a de 1929

Segundo o ministro da Fazenda, perspectiva é de que resultados da economia atinjam valores menores que os registrados na época da Grande Depressão

Foto Lula Marques/

Apesar das perspectivas negativas, Meirelles se disse otimista com a retomada de investimentos | Foto: Lula Marques/ Agência PT

Em reunião com empresários, secretários e com o presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), na manhã desta quarta-feira (8/3), o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que a crise em 2016 poderá ser maior que o previsto inicialmente. Segundo ele, desde que o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro começou a ser calculado, nos anos 20, o país não registrava índices tão baixos.

Se as previsões se concretizarem, será um resultado pior até mesmo que o registrado na época da crise de 1929. Apesar da perspectiva negativa, Meirelles se disse otimista, dizendo que os investidores já começaram “a colocar a cara fora da caverna”. Ele afirmou que já tem recebido visitas de empresários buscando retomar iniciativas.

Para Meirelles, é preciso que algumas medidas sejam tomadas, principalmente no sentido de provar que o governo pode controlar as contas. Ele ressaltou a importância de que os projetos sejam aprovados no Congresso para conquistar investidores. Uma delas, por exemplo, é a proposta de emenda constitucional que estabelece teto para os gastos públicos.

Outros tópicos levantados por ele são, por exemplo, a melhor gestão das empresas estatais e a discussão de concessões e privatizações. Além destes temas, Meirelles ressaltou que o governo já estuda propostas em questões como a redução dos juros, a segurança jurídica e a facilitação do processo de recuperação judicial de empresas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.