Medidas restritivas em Goiânia diminuem circulação de veículos em até 20% nas principais vias da cidade

Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade divulga relatório que evidencia uma baixa no número de circulação nas principais vias da capital, mostrando que isolamento social começa a ser praticado por goianienses

O decreto publicado na última segunda-feira, 1, que restringe atividades consideradas não essenciais, diminuiu a circulação de pessoas já nos primeiros dias em Goiânia. Em alguns pontos da cidade, houve queda de mais de 20% na circulação de veículos. O índice de isolamento social em Goiás subiu apenas 5% no estado em comparação com o mesmo período do ano passado, quando ainda não havia uma determinação de suspensão das atividades.

Dados da Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMM), desta terça-feira, 2, mostram que o cruzamento da Avenida T-63 com a Avenida T-15 na altura dos setores Bueno, Oeste e Leste, apresentou uma queda de cerca de 5% na quantidade de carros que trafegavam no local, em um período de 24 horas, comparando os dias de 22/02 e 01/03.

Já o cruzamento entre a Avenida 85 e a Alameda Coronel Joaquim Bastos, no Setor Marista, apresentou uma redução de 21,2% no índice de veículos que circulavam por lá novamente em um período de 24 horas, comparando os dias 22/02 e 01/03.

Já no que se trata somente do Setor Bueno, bairro nobre da capital, foi observada uma queda de 15% na circulação de veículos no cruzamento que fica entre a Avenida 85 e a Avenida T-11. O relatório traz dados sobre a circulação em todas as regiões da cidade, comparando o fluxo no dia 22 de fevereiro e no dia 01° de março de 2021, data em que começou a vigorar o novo decreto.

Comparação 2020 e 2021

Dados da Secretaria Estadual de Saúde de Goiás, permitem comparar os índices de isolamento no Estado em março deste ano e no mesmo mês do ano passado. Em 2 de março de 2020, a taxa de isolamento social no estado girava em torno de 27%, atingindo o seu pico no dia 22/03, onde tivemos um registro de 60% de isolamento. Este ano, com o decreto de lockdown começando a valer no dia 01/03, a taxa de isolamento atingiu a casa dos 32% no mesmo dia, cerca de 5% a mais em comparação com a mesma época do ano passado, quando não havia determinação de isolamento social.

Taxas de ocupação de leitos de UTI

Goiás segue apresentando altas taxas de contaminação e internações pelo coronavírus. Segundo nova atualização de dados também da Secretaria Estadual de Saúde do Estado, cerca de 93% dos leitos de UTI destinados a pacientes com Covid-19 estão ocupados, o que é visto por autoridades como um cenário que ainda se faz bastante preocupante e que deve ser contido rapidamente, a fim de se evitar um possível colapso do sistema de saúde goiano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.