Médicos goianos se mobilizam contra pedido de título de honra da UFG a Lula

Em comunicado, Associação Médica de Goiás diz que “não aceita o uso político da UFG” para conceder o título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente

Luiz Inácio Lula da Silva | Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (17/4) a Associação Médica de Goiás (AMG) publicou em suas redes sociais um comunicado pedindo que a classe universitária seja contra o pedido feito pelo Conselho Diretor de Ciências Sociais à Universidade Federal de Goiânia para conceder o título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A “convocação” diz que “conceder este título ao ex-presidente Lula é agredir a essência desta titulação, pois a conduta do pretenso homenageado não condiz com os atributos fundamentais para seu merecimento que são a boa reputação, virtude, mérito ou ações de serviço.”

A AMG pediu uma nova avaliação da universidade sobre a concessão do título e informou que está mobilizando toda a classe universitária para impedir que “sujem o nome da UFG”.

Confira:

O título de honra foi solicitado pela Faculdade de Ciências Sociais à UFG na quinta-feira (12/4) da última semana. Para isso, foi feito também uma petição online.

1 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Maria Jose dos Santos Rego

E quando essa mesma UFG concedeu politicamente um título ao Marconi, os médicos goianos não tiveram essa mesma reação. É ou não é ódio de classe?

fontaineblue

o marconi não era presidiário por corrupção