Médico filma homem negro com correntes e algemas com referência a ‘senzala’; polícia investiga injúria racial

Investigações começaram após vídeo viralizar na internet. Rapaz aparece com pés e mãos acorrentadas. Caso ocorreu na Cidade de Goiás

Médico será investigado por injúria racial. | Reprodução

Um médico será investigado por injúria racial por ter filmado e postado em suas redes sociais um homem negro algemado e acorrentado. No vídeo, que viralizou, há referência à senzala. O caso ocorreu na Cidade de Goiás. A publicação foi feita na última terça-feira (15).

A polícia passou a investigar o caso depois da viralização do vídeo. “Falei para estudar, mas não quer. Vai ter que ficar na minha senzala”, diz o médico na gravação.

O delegado Gustavo Barreto é o responsável pelo caso. O primeiro passo é descobrir o vínculo entre o homem algemado e o suspeito. Segundo as investigações, a filmagem foi feita na zona rural da Cidade de Goiás.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.