Média de novos casos de Covid cresce 100% após relaxamento da quarentena

Levantamento na plataforma Covid Goiás, da UFG, mostra que, em Aparecida de Goiânia, o salto foi superior a 400%

Plataforma Covid Goiás, da UFG

A média diária de novos casos de Covid-19 registrada em Goiás praticamente dobrou nos 15 dias posteriores à flexibilização, no comparativo com o mesmo período anterior. Do dia 22 de abril, primeiro dia útil em que o decreto que permitiu a retomada de algumas atividades – e, especialmente, que reconheceu a autonomia dos municípios –, foram diagnosticadas 39,2 infecções por dia, em média, no Estado. Nas duas semanas anteriores, a média foi de 20,1. Os dados foram extraídos da plataforma Covid Goiás, desenvolvida pela Universidade Federal de Goiás.

Do registro do primeiro caso, em 12 de março, até o dia 21 de abril, Goiás havia registrado 421 casos de Covid-19 em seu território. No último balaço, divulgado pela Secretaria da Saúde na quinta-feira, 7/5, haviam 1.027 notificações. Um crescimento superior a 240%.

Em Goiânia, movimento semelhante ocorreu. Na quinzena entre 6 e 21 de abril, a média diária de novos casos confirmados foi de 20,1 – 167 no total. Já nos 15 dias posteriores ao relaxamento das medidas de isolamento social, a média subiu para 19,4, totalizando 292 no período. Até o dia anterior à flexibilização, a capital goiana tinha 240 casos. Na quinta-feira, 7/5, eram 547, um salto de 227%.

Em Aparecida de Goiânia, cidade vizinha da capital, houve uma explosão de casos registrados após o relaxamento da quarentena. A média diário do município na quinzena posterior ao decreto que permitiu a reabertura de atividades econômicas foi de 0,9. Nos últimos 15 dias, a média subiu para 3,7 – quatro vezes maior, portanto.

O crescimento nos novos registros coincide com a diminuição do isolamento social em Goiás. O Estado, que já liderou o ranking de isolamento no Brasil, com cerca de 58% na virada de março para abril, está há dias com taxas em torno de 38%, segundo a In Loco, empresa de tecnologia especializada em dados de localização.

Novas medidas

Nesta semana, o governador Ronaldo Caiado voltou a cobrar que as pessoas acatem as medidas de segurança para evitar a disseminação do coronavírus Sars-CoV-2, o causador da Covid-19. O democrata tem dado sinais de que pode endurecer as medidas de isolamento caso os números de contágio e mortes sigam crescentes.

Em Goiânia, a Prefeitura também sinaliza com regras mais rígidas após, por meio de um levantamento da Secretaria de Desenvolvimento Econômico que detectou que as atividades econômicas não estão seguindo o escalonamento de atividades. Essas regras devem ser tornadas obrigatórias a partir da próxima semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.