MEC vai congelar vagas em universidades federais

Não estão previstas criação de novas vagas para os próximos dois anos. Governo admite que prioridade é a consolidação nos cursos criados recentemente

O Ministério da Educação (MEC) decidiu congelar nos próximos dois anos a ampliação de vagas no ensino superior nas universidades federais. A informação é do jornal Estado de S. Paulo. Em entrevista, o secretário da Educação Superior, Paulo Barone afirmou que a prioridade dos investimentos será para  “assegurar a continuidade do processo de expansão que está em andamento.”

Por este motivo, a prioridade agora seria a consolidação das novas instituições criadas, que sofrem com precariedade de espaço físico e falta de professores.

“A prudência recomenda que se consolide o processo de expansão que ainda está em andamento para depois planejarmos novos voos. Estamos trabalhando dessa forma tentando honrar os compromissos com as instituições, no sentido de garantir o pleno funcionamento dos cursos que foram criados”, disse o secretário.

Para 2017, o governo prevê o corte de até 45% dos recursos previstos para investimentos nas federais e o montante estimado para custeio deve ter queda de cerca de 18%.

O MEC teria ainda solicitado ao Ministério do Planejamento a abertura de 1200 vagas de professor para 2016 e o mesmo número para 2017, mas os pedidos foram negados.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.