MDB nacional quer anulação de candidatura de Welington Baiano à prefeitura de Itaberaí

Diretório municipal insiste em manter o candidato, que tenta reverter condenação na Justiça

Wellington Baiano, ex-prefeito de Itaberaí | Foto: Reprodução

Após decisão da 15ª Zona Eleitoral de Itaberaí, que tornou inelegível o nome de Welinton Rodrigues da Silva, conhecido como Welington Baiano, à disputa pela prefeitura do Município nessas eleições municipais, o MDB Nacional decidiu por anular a convenção que oficializou o candidato, além de outros oito postulantes a vereadores.

De acordo com o MDB Goiás, em resposta ao pedido do presidente nacional do partido, Baleia Rossi, Welington possui condenações por ato de improbidade administrativa, certidão positiva expedida pelo CNJ , a sentença e o acórdão condenatórios e informação do cadastro de contas irregulares no Tribunal de Contas da União (TCU).

Já o MDB de Itaberaí, também atendendo solicitação do presidente, respondeu que causou estranheza receber decisão que contraria frontalmente o que foi aprovado democraticamente pela convenção municipal, tendo em vista que o candidato está com 70% de intenção de voto nas pesquisas eleitorais. Segundo o diretório municipal foi respeitado integralmente as orientações estatuárias da sigla, bem como a legislação eleitoral.

O diretório municipal acrescentou, ainda, que está tramitando uma ação de querella nullitatis para a anulação da sentença que condenou Welington por improbidade e que o candidato aguarda tutela de urgência, que dará condições do registro de candidatura, diplomação e posse. Ainda, Welington teria renunciado ao Fundo Eleitoral e Fundo Especial de Financiamento de Campanha.

De acordo com Jean Carlo, suplente de deputado estadual, que era um dos nomes cotados para disputar a prefeitura em Itaberaí, o registro de candidatura de Welington foi realizado junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e ele segue candidato pelo partido. A inelegibilidade tentará ser revertida na Justiça.

Para a nacional, não faz sentido concentrar esforços em um candidato que não pode concorrer ao pleito por melhor que esteja avaliado nas pesquisas. Além disso, a nota assinada por Baleia diz que a escolha de um candidato sabidamente inelegível prejudica a imagem do partido e afronta a legislação eleitoral, confunde o eleitor e atrapalha o processo eleitoral, a ponto de inviabilizar, em alguns casos, o resultado da eleição.

Também, por meio da nota, informou que a querela nullitatis foi indeferida no último dia 15 de setembro, afastando o argumento das plenas condições de registro de candidatura. Ainda, solicitou ao MDB Goiás para proceder junto à Justiça Eleitoral para comunicar a anulação da convenção do MDB de Itaberaí e registrar nova deliberação.

O Jornal Opção tentou contato com Welington, mas não obteve resposta até o fechamento da matéria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.