MDB em Goiás suspende prefeitos dissidentes por 60 dias

Medida obedece rito previsto no estatuto do partido. Chefes de Executivo respondem a processo interno por apoio à candidatura de Caiado

Fotos: Arquivo

A Executiva do MDB em Goiás recebeu nesta segunda-feira (25/6) parecer da Comissão de Ética da legenda, que definiu pela suspensão dos prefeitos que resolveram apoiar o nome do senador Ronaldo Caiado (DEM) ao governo de Goiás em detrimento de candidatura própria do partido.

Com isso, Ernesto Roller (Formosa), Adib Elias (Catalão) e Paulo do Vale (Rio Verde) ficarão suspensos por um prazo de 60 dias. Também integra a lista o ex-presidente do partido em Catalão, Cairo Roberto.

A medida obedece rito previsto no estatuto emedebista. Durante este tempo, a Comissão de Ética irá preparar relatório final, que indicará ou não a expulsão definitiva dos dissidentes. Ficará nas mãos da Executiva, entretanto, o veredito.

Escolhido relator de processos cautelares e éticos que pedem a expulsão de prefeitos, Ezízio Barbosa afirma que a avaliação sobre os processos tem sido exclusivamente técnica e baseada no Estatuto e no Código de Ética do Partido. O parecer preliminar do relator foi aprovado por mais de dois terços do colegiado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.