Marrone deve ser ouvido em investigação contra Eduardo Costa, suspeito de estelionato

Sertanejo teria participado de uma das transações referentes à venda de um imóvel

Foto: Reprodução

O cantor Marrone, da dupla com Bruno, deve ser ouvido em inquérito contra Eduardo Costa, suspeito de estelionato. O advogado do casal que processa o sertanejo pretende pedir o depoimento, segundo informações do portal G1.

Segundo as investigações da polícia, Eduardo Costa teria negociado o imóvel com um casal em troca de uma casa em Belo Horizonte, avaliada em R$9 milhões. O restante do valor seria pago com uma lancha, um carro de luxo e uma moto aquática.

O carro, que não chegou a ser repassado ao casa, teria sido comprado por Marrone.

O delegado Vinícius Dias, responsável pelo caso, disse que o casal tentou registrar o imóvel de Escarpas do lago quando descobriu que o local era alvo de uma ação civil pública. Na ação, o Ministério Público Federal (MPF) pedia a demolição parcial, alegando que o terreno estaria em uma área de preservação permanente.

Em depoimento, Eduardo Costa diz que não agiu com má-fé, e que o casal sabia que o terreno estava em uma área de preservação permanente.

As investigações iniciaram em outubro do ano passado e já estão em fase final. A pena prevista para este tipo de crime é um a quatro anos de prisão. Após o depoimento, o sertanejo Eduardo Costa falou com a imprensa e negou qualquer tipo de crime.

Deixe um comentário