Marconi visita Hugol acompanhado por deputados federais e arcebispo Dom Washington

Esta foi a terceira visita do tucano-chefe a nova unidade. O investimento na obra foi de aproximadamente R$ 168 milhões, e mais R$ 90 milhões em equipamentos

Foto: Rodrigo Cabral

Governador Marconi Perillo junto com primeira-dama, Valéria Perillo, filha mais nova do casal, Ana Luísa, e deputados | Foto: Rodrigo Cabral

Como parte do cronograma de visitas ao Hospital de Urgências de Governador Otávio Lage (Hugol), o governador Marconi Perillo (PSDB) mostrou, nesta sexta-feira (19), as instalações do local a deputados federais e estaduais, ao arcebispo de Goiânia, Dom Washington Cruz, e a outros integrantes dos segmento católico. A previsão é que o hospital seja inaugurado no próximo dia 6.

Esta foi a terceira visita do gestor estadual a nova unidade. “Nós conseguimos uma obra de primeiro mundo com o custo muito baixo. Este ano eu trouxe seis governadores para conhecer as mudanças da Saúde em Goiás, e eles ficaram impressionados com o trabalho que estamos fazendo aqui”, comentou o tucano-chefe.

Em discurso, Marconi afirmou que a mudança na gestão da Saúde estadual proporcionou avanços no atendimento aos goianos: “Hoje podemos andar de cabeça erguida porque conseguimos reerguer a política estadual de Saúde”, garante.

Ao elogiar a equipe da Organização Social (OS) Agir, Marconi ressaltou a importância de que as OSs sejam comandadas por pessoas sérias, e que por isso foi criada uma fiscalização forte. “Não queremos que haja deslizes nas direções dos hospitais. Temos metas a serem atingidas.”

O arcebispo de Goiânia, Dom Washington Cruz, abençoou o hospital ao final da apresentação. “Deus está na origem dessa obra. E deu a toda a sua equipe coragem para servir aos pobres”, disse.

Além de outras figuras políticas, acompanharam a visita a primeira-dama, Valéria Perillo, a filha do governador, Ana Luísa, o senador Wilder Morais (DEM), os deputados estaduais Francisco Jr (PSD), Chiquinho de Oliveira (PHS), Virmondes Cruvinel (PSD), Marquinho Palmerston (PSDB), Nédio Leite (PSDB) e Helio de Sousa; os deputados federais João Campos (PSDB), Alexandre Baldy (PSDB), Sandes Júnior (PP) e Magda Mofatto (PR).

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

O Hospital

O Hugol terá 360 leitos, cinco pavimentos de enfermarias para internação, 10 leitos de observação e 40 UTIs neonatais e pediátricas, além de 13 leitos para vítimas de queimaduras e atenderá a serviços médicos de urgência e emergência. O investimento na obra foi de aproximadamente R$ 168 milhões, e mais R$ 90 milhões em equipamentos.

O hospital prestará os mesmos serviços do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), além do acréscimo do atendimento a vítimas de queimaduras. O número de leitos do Hugol é quase 50% superior ao do Hugo.

Cerca de 500 mil habitantes serão diretamente beneficiados com a construção do Hugo 2. O hospital terá Banco de Sangue, salas de mamografia, broncoscopia e de teste de esforço. As especialidades atendidas pelo hospital incluem Cirurgia Geral, Ortopedia, Neurocirurgia, Cirurgia Pediátrica e Queimaduras. Faz parte do projeto a construção de um heliponto, mil vagas de estacionamento e auditório para 150 lugares.

Segundo informações da Secretaria Estadual de Saúde, o Hugo 2 vai contar com o que há de mais moderno no atendimento de urgências, traumas, emergências e tratamento de queimados. No primeiro andar vão funcionar as unidades de pronto atendimento, ambulatórios, consultórios médicos, salas divididas por especialidades e enfermaria clínica. No segundo vai ficar o Centro Cirúrgico, com sete salas para atendimentos ininterruptos, durante 24 horas. Haverá também uma sala específica com equipe de recuperação pós-anestesia e enfermarias clínicas. Esta mesma estrutura será implantada nos demais andares.

Entre os exames e procedimentos que serão realizados pela unidade estão Tomografia, Ressonância Magnética, Ultrassonografia (de todos os órgãos), Eletrocardiografia, Ecocardiografia com Ecodoppler, Endoscopia, Videolaparoscopia, Análises Clínicas, Anatomia Patológica, Broncoscopia e Terapia Renal Substitutiva – que inclui hemodiálise, diálise peritoneal, hemofiltração e transplante renal.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Juliara

Como faço para me fazer a hemodiálise no hugol, por q onde estou fazendo e muito longe pra mim eu com filho recém nascido