Marconi sugere que prefeitos criem consórcios para baixar custos de pavimentação

Prefeitos recebidos na manhã pelo governador também fizeram pedidos em relação a Saúde, moradia popular e Educação

Na manhã desta quinta-feira (19/1), o governador Marconi Perillo (PSDB) recebeu mais 13 prefeitos eleitos em 2016, continuando as audiências individuais que foram iniciadas no fim do ano passado. Uma das reivindicações mais comuns feita pelos gestores é a melhoria da pavimentação nas cidades.

O governador está sugerindo que formem consórcios municipais para baratear os custos das obras de melhoria e pavimentação das ruas e avenidas de suas cidades. A todos ele tem garantido que o Estado firmará convênios para repasses de recursos, em duas parcelas: uma este ano e outra em 2018. “Com o consórcio é possível fazer mais asfalto, com um custo menor”, explicou.

O primeiro a ser recebido foi o prefeito de Fazenda Nova, Afrânio Ferreira (PMDB). Marconi reforçou que está aberto a parcerias. Afrânio levou alguns pleitos como recapeamento de ruas, convênio com o Hospital Municipal e doação de microônibus para transporte escolar e ambulância. Segundo o peemedebista, o governador passou muita confiança em relação às reivindicações.

Já o prefeito de Inaciolândia, Francisco Castilho (PSB), levou ao governador as demandas urgentes do município, com destaque para pavimentação urbana, operação emergencial de recuperação da GO-206, doação de veículo para transporte escolar e a construção de 200 casas populares no município. Marconi explicou que o governo pretende construir 30 mil novas moradias em todo o Estado.

A prefeita de Americano do Brasil, Maria Sueli da Silva (PTB), pediu a construção de galpões comerciais para a instalação de empresas no município. “Sou muito preocupada com a geração de emprego”, afirmou, ao ressaltar que a cidade tem vocação para o empreendedorismo. Ela também pediu ajuda na recuperação de sua malha urbana.

O prefeito de Campinorte, Francisco Sobrinho (Pros), chegou para audiência com o governador acompanhado o presidente nacional da legenda, Eurípedes Júnior. “Fomos eleitos para representar a sociedade”, afirmou o prefeito, que reivindicou a retomada das obras de pavimentação da GO que liga Nova Iguaçu a Santa Terezinha. Marconi garantiu que o Estado vai assinar em breve convênio com o município, com a destinação direta de recursos para execução das obras de infraestrutura.

Também foram recebidos pelo governador os prefeitos de Mundo Novo, Hélcio Alves (PR), e de Santo Antônio de Goiás, Frederico Marques (PSDB). Enquanto o primeiro pediu prioridade ao asfaltamento urbano, Frederico — que foi acompanhado do deputado federal Giuseppe Vecci (PSDB) — apresentou a demanda da construção de um distrito agroindustrial no município, cuja área já foi adquirida pela prefeitura.

Vindo da Vila Propício, Cirlei Rodrigues (PTB) ouviu do governador que foi ele, Marconi, quando deputado estadual, autor do projeto de lei que criou o município. Marconi garantiu que será firmado um convênio com o município e sugeriu ao prefeito que forme um consórcio para a realização de obras de pavimentação urbana. “A contratação direta permite baixar custos, fazer mais e melhor”, ponderou. Em atendimento a pedido do prefeito, Marconi também autorizou uma ação emergencial para recuperação da GO-230, ainda não pavimentada.

O prefeito de São Luís de Montes Belos, Major Eudecírio (PDT), pediu a construção de um colégio militar na cidade, massa asfáltica para recapear as vias da área urbana, casas populares, construção de aeródromo, instalação de um IML e a reforma do hospital municipal.

Felipe Santana (PRTB), prefeito de Vila Boa, também solicitou construção de casas populares e a reforma do hospital municipal. Ao que o governador respondeu. “Vamos fazer um convênio. Metade esse ano, metade ano que vem”, afirmou Marconi sobre o repasse de recursos.

Prefeito de Goiandira, Odemir Moreira (PSDB), agradeceu as ações do governo na cidade. “Demonstra interesse por Goiandira. O senhor é um municipalista”, enalteceu. Moreira mostrou ao governador um projeto para instalação de um polo industrial no município e pediu ajuda para viabilizá-lo. “Vocês estão certos na definição desta prioridade. Estão pensando no futuro”, elogiou Marconi.

As demandas levadas por Eurípedes Ponciano (PSDB), de Itaguaru, foram a recuperação do aparelho de raio x, a compra de um micro-ônibus escolar e a construção de casas populares. Marconi disse que fará o encaminhamento da questão do aparelho de raio x e do micro-ônibus aos secretários da Saúde e Educação, respectivamente.

Já a gestora de Caçu, prefeita Ana Cláudia (PMDB), entregou ofícios ao governador com solicitação de ambulâncias. “Para remover pacientes com mais de 1,80 tem de ser via Samu”, disse. Pediu também a pavimentação do Setor Vale do Sol 2, reforma do aeródromo da cidade e a construção de uma rótula na GO 206 na entrada da cidade. Ana Cláudia pediu, ainda, a um colégio militar e o aumento do efetivo no presídio de Caçu.

Na última reunião da manhã, com o prefeito de Água Fria, Dr José Eduardo Oliveira (PTC), Marconi ouviu, entre outros, pedidos para melhorar a segurança da cidade e de uma ambulância. “Pleiteamos a melhoria das estradas e o governador prontamente se prontificou a ajudar. Ofereceu a nós a ambulância e a melhoria da Segurança Pública”, disse o prefeito, que classificou a reunião como “muito proveitosa”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.