Marconi recebe advogado que estudou com dinheiro que ganhava como engraxate

Joaquim Pereira pagou faculdade de Direito e Exame da Ordem com o ofício. Governador o apontou como exemplo e aproveitou para engraxar os sapatos do visitante

| Foto: Humberto Silva

Joaquim: “Acredito que, com planejamento, com disciplina, nós podemos conquistar tudo que queremos” | Foto: Humberto Silva

O governador Marconi Perillo (PSDB) esteve, nesta terça-feira (13), com o engraxate Joaquim Pereira, que usou o dinheiro que arrecadava com o ofício para pagar a faculdade de Direito e o Exame de Ordem da OAB. Nos dois últimos anos de Faculdade, Joaquim conseguiu ser um dos beneficiários da Bolsa Universitária da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG).

Joaquim se formou em 2012 e conseguiu passar no exame da OAB depois de cinco tentativas, o que, segundo ele, não o desanimou. Pelo contrário, passou a estudar cada vez mais. “Cada vez que eu ouvia um ‘não’, aquilo despertava em mim uma vontade de mostrar para mim mesmo que eu podia superar aquilo”, disse ele.

“Sou um tipo de pessoa que acredita que, com planejamento, com disciplina, nós podemos conquistar tudo que queremos”, defendeu Joaquim. Marconi elogiou o jovem, que seguirá como engraxate até o fim do ano, quando passará a atuar efetivamente como advogado. “Não tenho dúvida de que um futuro muito promissor espera por você, Joaquim”, afirmou o governador.

| Foto: Humberto Silva

Foto: Humberto Silva

Segundo Joaquim, o governador é, para ele, um grande exemplo: “O senhor é uma inspiração para mim porque também veio de baixo. Por isso é tão diferente, destacado”, disse ele. Quando o advogado mostrou seu equipamento de trabalho, Marconi aproveitou a deixa para engraxar os sapatos do jovem: “Já engraxei também”, destacou.

Para o governador, Joaquim é um exemplo para outros jovens, ricos ou pobres. “É um dos muitos goianos que vêm de baixo, nasce de famílias humildes, que poderiam se acomodar no seio de uma família pobre. Acho que a história dele precisa servir de exemplo para todos os jovens, não só os de família humilde, mas também aos ricos, que muitas vezes não dão valor às oportunidades que têm”, pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.