Marconi prioriza construção de parque tecnológico em Catalão

Nova unidade do GoiásTec oferecerá cursos de qualificação profissional e apoio tecnológico visando atrair empresas para a região

Por determinação do governador Marconi Perillo (PSDB), a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED) iniciou a fase final de construção do Parque Tecnológico GoiásTec no município de Catalão, no Sudeste de Goiás. O objetivo é que o centro atue como catalisador de empresas para a região.

Com área total de 400 mil metros quadrados, o centro é dividido em setores destinados à instalação de empresas e indústrias (250 mil metros quadrados); atividades de apoio e serviços – bancos, lanchonetes – (10 mil metros quadrados); área institucional – laboratório de pesquisa, auditório – (30 mil metros quadrados); ruas e avenidas (20 mil metros quadrados); e área de preservação ambiental (90 mil metros quadrados).

Segundo o superintendente de Executivo de Ciência e Tecnologia da SED, Mauro Faiad, além de incentivos fiscais, os empreendedores terão acesso a suportes técnicos, cursos de qualificação profissional e laboratórios de pesquisas. A expectativa é de que o empreendimento seja fator de atração de empresas de alto valor agregado. “O GoiasTec deverá contribuir para o crescimento regional, por meio da geração de novos empregos e também para o desenvolvimento tecnológico”, ressalta Faiad.

Para o secretário de Desenvolvimento, Luiz Maronezi, a geração de emprego e renda, e o desenvolvimento tecnológico são as metas da SED, com a implantação do GoiásTec. “Vamos estimular o desenvolvimento socioeconômico por meio da implantação de mais empreendimentos que visem a adoção de novas técnicas, para a melhoria e ampliação do parque industrial de Goiás. A expectativa é que sejam atraídas dezenas de empresas de pequeno, médio e grande portes”, frisa.

O GoiásTec tem como foco a atração de empresas com forte base tecnológica dos setores metalmecânico, mineração, alimentos, logística e confecções. No local, já está em construção uma unidade do Instituto Tecnológico do Estado de Goiás (Itego), que oferecerá serviços tecnológicos e cursos de formação voltados para as vocações e demandas das empresas que se instalarão no Parque.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.