Marconi prestigia 1º Festival da Cachaça e diz que produto fará cidade goiana conhecida mundialmente

“Sou pé quente”, afirmou ao projetar o sucesso do festival, assim como ocorreu com o Fica, o Canto da Primavera, o Festival Gastronômico de Pirenópolis e o de Nova Veneza

Divulgação

O governador comemorou neste sábado (16/9) com a população de Orizona os 167 anos de emancipação do município. Na ocasião, participou do último dia do 1º Festival da Cachaça, da Gastronomia e Cultura de Orizona, acompanhado pelo senador  Wilder Morais, pelo deputado federal Roberto Balestra e pelos estaduais, Gustavo Sebba, Diego Sorgatto e Eliane Pinheiro, autora do projeto que criou o Circuito da Cachaça em Goiás.

“Nossa cachaça é hoje uma das melhores do País e nós ainda não somos reconhecidos por isso. A cachaça de Minas Gerais hoje é tida como a melhor – e não é verdade. Quando pensei em criar um festival, falei com o governador, que sugeriu irmos mais além. Então, criarmos o circuito, com objetivo de incentivar, profissionalizar e tirar os produtores de cachaça da informalidade”, afirmou Eliane Pinheiro, que agradeceu o apoio do Sebrae Goiás e da Goiás Turismo para materializar o projeto.

Para Marconi Perillo, que parabenizou a população pelo aniversário, com a profissionalização de Orizona na exposição dos principais produtores de cachaça, o município será conhecido nacionalmente e também fora do País. “A cidade será conhecida no mundo”, projetou o governador, que citou ações realizadas em outras cidades, que se tornaram marcas registradas dos municípios.

“Posso dizer que sou pé quente. Fiz o primeiro festival de Cinema e Vídeo Ambiental na Cidade de Goiás, e já está na vigésima edição. Fizemos o primeiro festival de música em Pirenópolis e já está na 19ª edição. Fizemos o primeiro de gastronomia e já está no 16º”, afirmou o governador, ao fazer referência ao Fica, Canto da Primavera e ao Festival Gastronômico de Pirenópolis, respectivamente.

Marconi citou também o sucesso do Festival Gastronômico de Nova Veneza, que iniciou anos atrás com a participação de 3 mil pessoas e este ano recebeu 100 mil visitantes. “Todos os outros festivais, todos os outros circuitos que começaram em Goiás, começaram conosco e todos deram certo. Tenho certeza que este é o primeiro de muitos outros, e tenho certeza também que a nossa querida Orizona ficará ainda mais conhecida no Brasil e no mundo”, afirmou.

Ao final, visitou os estandes de produtores e dos artesãos, cumprimentou populares e atendeu a pedidos para tirar fotos. Também recebeu o carinho das crianças de Orizona, eleitos prefeitos e vereadores mirins por suas redações, com sugestões e apontamento de demandas do município.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.