Marconi Perillo vistoria Centro de Excelência do Esporte e rebate críticas da oposição

Inauguração do Complexo está prevista para novembro. Durante coletiva, o tucano revelou que o local vai abrigar o museu do futebol goiano e prometeu reformas no Estádio Serra Dourada

Este slideshow necessita de JavaScript.

Prestes a ser concluído, o governador e candidato à reeleição Marconi Perillo (PSDB) vistoriou, na manhã desta sexta-feira (29/8), as obras do Centro de Excelência do Esporte (CEE), na região central de Goiânia. Na ocasião o tucano rebateu as críticas dos adversários políticos com relação aos supostos atrasos de obras pelo interior de Goiás. “As obras do governo estadual estão adiantadas e vejo que eles não têm o que falar em seus programas eleitorais”, disse. A previsão de inauguração do CEE é para meados de novembro, logo após o pleito eleitoral que ocorre no dia 5 de outubro.

Em caso de reeleição, Marconi Perillo prometeu modernizar e reestruturar o Estádio Serra Dourada. “Já fizemos um novo autódromo e estamos concluindo este novo Centro. Assim estou seguro que os nossos governos foram os que mais apoiaram o esporte em Goiás”, frisou.

Ainda de acordo com Marconi Perillo, o Estado já adquiriu uma pista olímpica da Alemanha para o CEE, e que inclusive já chegou ao Brasil por meio do Porto de Santos, em São Paulo. Além disso, o local terá capacidade para 12 mil expectadores e vai contar com quatro quadras (futebol de salão, handebol, basquete e vôlei), vestiários para portadores de necessidades especiais, academia, laboratório, auditório e alojamentos que abrigará cerca de 200 alunos para treinamentos. Somente as obras do Estádio Olímpico custaram aos cofres públicos mais de R$ 60 milhões.

Durante coletiva de imprensa, o governador aproveitou para revelar que o CEE também vai abrigar um museu da história do esporte, especialmente do futebol goiano. “Eu já designei o jornalista esportivo Jairo Rodrigues para ser o organizador deste projeto. Teremos um belo museu do futebol e do esporte aqui na capital”, disse.

Em entrevista ao Jornal Oção Online, o presidente Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), Jayme Rincón, que também participou da vistoria, elogiou as obras que o governo estadual executou nesta administração.  “O que estamos fazendo é um diferencial, pois dificilmente conseguimos ver obras públicas com padrão de qualidade. Sem contar que o governador apoia o esporte e todas as suas modalidades”, assegurou.

Durante ato, o tucano ainda pontuou que após a inauguração do CEE, Goiânia vai se transformar em uma cidade preparada para receber atletas do Brasil para treiná-los para competições olímpicas.  “Aqui teremos múltiplas atividades olímpicas, ou seja, este é um centro multiuso”, concluiu.

Polêmica

Com um projeto ambicioso para atender atletas de diversas modalidades, o CEE começou a ser construído no ano 2000, ainda no primeiro mandato de Marconi Perillo. No entanto, as obras ficaram paralisadas por dez anos e só foram retomadas em junho do ano passado, após o governo estadual destravar embargo da empreiteira responsável pelas obras junto ao Ministério Público do Estado (MPGO).

Na época, o governo do Estado afirmou que houve dificuldades por parte da empreiteira, que não conseguia terminar a obra e tinha problemas com o MP. “Depois que conseguimos vencer na Justiça o cancelamento do contrato anterior, o MP ainda assim continuou fazendo uma série de exigências por conta dos recursos federais, até que chegamos à conclusão de que seria mais rápido romper o contrato com o governo federal e viabilizar recursos no governo estadual para a conclusão da obra de maneira geral”, disse o governador.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.